SCARIUM 25: ESPECIAL MULHERES


Uma edição de homenagem às mulheres? Não é bem assim! Afinal, uma revista carregada de homenagens também não combina muito com o horror. Então, que tal falarmos apenas de mulheres? Mulheres sombrias, bruxas, fantasmas, guerreiras, mocinhas, dondocas etc... Foi assim que surgiu mais uma edição com o "modo Scarium de ser".

Demos liberdade aos autores para escreverem sobre o tema, e o único requisito era que fosse um conto de horror e - que contasse uma história de mulheres, claro! Essa interessante miscelânea de estilos e formas resultou na edição nº25 da Scarium Megazine, entregue ainda a tempo de comemorar os 7 anos de história da Scarium!

Giulia Moon, que publica o seu primeiro trabalho em quadrinhos, coordenou mais esta edição de Horror. A bela garota da capa foi criação de Alexandre Lancaster. As meninas foram representadas por Nilza Amaral, Regina Drummond, Martha Argel, Cristina Lasaitis e Ana Cristina Rodrigues. Os meninos por Nelson Magrini, Richard Diegues, Mario Carneiro, Marcelo Augusto Galvão, Ademir Pascale e Marco Bourguignon.

Capa de Alexandre Lancaster.

70 páginas
Edição 25 - Vários Autores Páginas: 70 Formato: 13,5 x 20 cm

Adquira a sua em : Scarium Loja On Line

Gourmet

"Você não conhece praticamente nada sobre ele. Sabe que trabalha com comércio, mas não é o típico vendedor apressado. Sabe que gosta de mulheres, mas prefere viver sozinho. Sabe que é um apreciador da boa cozinha, mas reconhece e valoriza a comida simples dos bairros".

"Dezoito pratos, dezoito lugares diferentes. A cada capítulo, o personagem principal experimenta um prato tipicamente japonês e traz à tona lembranças perdidas e encontros furtivos, enquanto aproveita os pequenos instantes de descanso solitário para saborear sua refeição".

Este é o mote de Gourmet (volume único, formato 14 x 21 cm, 200 páginas, R$ 26,90), de Jiro Taniguchi e Masayuki Kusumi, novo mangá da Conrad Editora.

A Editora disponibilizou um preview online para aqueles que não sabem se vale a pena comprar Gourmet. [ e acreditem vale muito a pena]. O preview pode ser lidos aqui.

Jiro Taniguchi nasceu em Tottori, no Japão, em 1947, e foi o primeiro japonês a ser premiado no festival de Angoulême. Masayuki Kusumi nasceu em Tóquio, no Japão, em 1958. Ensaísta, desenhista e roteirista de mangás, ele ainda atua como designer, capista e músico.



A obra já está à venda.

GRIMMS MANGÁ: NOVAS HISTÓRIAS


Depois do sucesso na primeira adaptação, leitores de diversos países pediram e Kei Ichiyama presenteia a todos com uma nova edição do mangá baseado nas obras dos irmãos Jacob e Wilhelm Grimm.
Em Grimms Mangá – Novas Histórias, Kei Ishiyama volta a se apresentar com quatro novas e inusitadas interpretações saídas diretamente das fábulas dos Irmãos Grimm!
Branca de Neve e o caçula dos sete anões formam uma dupla que é pura ternura e numa adaptação livre da famosa história do Sapo Rei, a artista nos prepara uma grande surpresa mostrando que o amor pode superar qualquer obstáculo.
Muitas aventuras com o atrevido – e cativante – Gato de Botas e ainda, muito romance com o casal de A Bela e a Fera que, com a ajuda de uma andorinha cantante, finalmente pode viver uma grande história de amor.
Desenhos fantásticos, emoção, risos e corações palpitantes: não há modo mais bonito de contar essas histórias... [Tentei comprar o 1º volume num evento local mas estava esgotado - de acordo com o lojista - agora não sei se compro via loja da animepro ou espero sair o 2º volume assim compro os dois ao mesmo tempo, de qualquer forma vou adquirir esta obra mais do que recomendada]


OS IRMÃOS GRIMM
O sobrenome Grimm, que dá o título ao mangá, faz referência aos dois irmãos alemães Jacob e Wilhelm Grimm, que no início do século XIX coletaram mais de uma centena de histórias populares do seu país, antes passadas pela tradição oral. Os textos reunidos por eles, hoje, são conhecidos como Os Contos dos irmãos Grimm. Alguns são bem conhecidos por nós e fazem parte da nossa cultura, como Cinderela e Branca de Neve e os Sete Anões.
Os irmãos Grimm, que sempre viveram e trabalharam juntos, são referência para a literatura universal – e não apenas para os alemães ao contribuírem para a preservação e difusão da tradição alemã e da gramática. Afinal, quem de nós pode dizer que nunca leu ou conheceu um de seus contos?


Ranma ½ e DNA² novos mangás da JBC

Depois de 112 edições de Inuyasha, a editora traz ao Brasil, pela primeira vez no formato original e por completo, Ranma 1/2, mangá da mesma Rumiko Takahashi que é um sucesso no mundo inteiro. O mangá conta a história de Ranma Saotome e Akane Tendo. Os dois ficaram noivos por decisão dos pais, que querem manter o legado de uma academia. Mas Ranma tem um pequeno probleminha... quando ele é molhado com água fria, ele se torna uma mulher. [Ranma teve uma conturbada publicação pela animanga nos anos 90 onde se usou a versão da Viz. Agora espero que ele seja finalmente concluido - assim posso fechar minha coleção - e resta saber se virá a versão original o a da Viz]


Já o outro mangá revelado é DNA², do Masakazu Katsura (mesmo autor de Vídeo Girl Ai). O mangá conta a história de Junta Momonari, um garoto que tem o problema de vomitar quando está excitado. Mas aparece uma moça vinda do futuro para modificar o código de DNA dele. Por quê? Porque no futuro ele vai desenvolver o DNA conhecido como Mega-Playboy e vai engravidar mulheres a ponto de aumentar e muito a população mundial. [Não sou um dos maiores fans do Katsura, mas dentre as obras dele que conheço DNA² é a que mais me chama a atenção - apesar do personagem principal]

Reativando o Blog!